O jeito Arch Linux de ser!

Post 1

Olá a todos os leitores do Tecnologia Aberta!

Nesse post, falarei um pouco sobre uma das distribuições mais fantásticas que já tive o prazer de utilizar.

Desenvolvida por Judd Vinet em 2002, o Arch Linux também poderia ter outro nome: SIMPLICIDADE!

Essa simplicidade (não confundir com facilidade), é o conceito base do sistema, no maior estilo KISS (Keep it Simple Stupid).
O Arch é bem fundamentado em cinco princípios [vide “The Arch Way“], que são:

  • Simplicidade;
  • Exatidão do código ao invés de conveniência;
  • Centrado no usuário;
  • Abertura;
  • Liberdade.

E nessa forma Arch Linux de pensar, a frase abaixo traduz tudo!

O Arch Linux define simplicidade como sem acréscimos desnecessários, modificações ou complicações, e provê uma estrutura leve e UNIX-like que permite a um usuário moldar o sistema de acordo com as suas necessidades. Em suma, uma abordagem elegante e minimalista.

Estão satisfeitos? Não? E se eu dissesse que o Arch é uma das distribuições mais bem documentadas que eu conheci? Pois é. A Wiki do Arch Linux é FANTÁSTICA, inclusive a traduzida para o Português.

NÃO, o Arch não possui um instalador gráfico!

NÃO, o Arch não possui um ambiente gráfico instalado, tampouco configurado!

Mas você, usuário, é livre para configurar da sua maneira. O Arch Linux é seu. Escolha os softwares que quer instalar. GNOME, KDE, XFCE, LXDE, WindowMaker, Openbox, Enlightenment, TODOS estão nos repositórios do Arch.
SSH, Apache, MariaDB, PHP? Também. Você pode instalar o Gimp, Inkscape, DIA e até jogar pela Steam (ou Minecraft).

Espero ter plantado uma semente de curiosidade na cabeça de você, leitor.

Ainda temos muito a conversar sobre o Arch (Pacman, Rolling Release, Systemd). Nos próximos posts, darei continuidade a essa pequena introdução e em seguida, partiremos aos tutoriais.

Links úteis:

Archlinux 11/08/2014 23:53 Deixe um comentário

Deixe seu comentário

Website