053 Do Photoshop ao Gimp

opencast 53 - do photoshop ao gimp

Opencast de número 53 no ar e neste episódio Aprígio, Diego, Ivan, Thiago, Og e Elias batem um papo muito interessante de como é trabalhar profissionalmente com Gimp no lugar do Photoshop. Vale muito a pena ouvir este episódio para deixar a zona de conforto e passar ao maravilhoso mundo do software livre.

Finalmente nossa loja está no ar e é diferente da maioria das lojas de outros podcasts pois não vendemos camisetas e canecas, vendemos tudo que tenha relação a informática, incluindo computadores com Linux pré-instalado. Qual loja online, relacionada a sites e podcasts, que vende materiais e equipamentos de rede? Só a nossa. Corre lá e aproveita o cupom de desconto “OPENCAST”, sem as aspas para ter 7% de desconto. Aproveita e se cadastra para receber no seu email novas promoções exclusivas. Só para fixar melhor, nosso endereço é loja.tecnologiaaberta.com.br.

Se você é do Rio Grande do Sul ou Santa Catarina e precisa de serviços de cabeamento estruturado, câmeras de segurança dentro do padrão de cabeamento estruturado, nobreaks(venda e manutenção), som ambiente, equipamentos de informática de padrão corporativo ou ainda consultoria na área de T.I., não deixe de entrar em contato com nosso patrocinador Dataware pelo telefone (54) 3712 0177.

Links do episódio

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Instagram: @ubunterobr

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

Créditos das músicas usadas neste programa:
Josh Woodward

Opencast , , , , 28/09/2015 08:00 14 Comentários

14 Comentários

  1. Hamilton Kabuna disse:

    Pessoal, saudações.

    Sou novato no mundo do software Livre e fiquei mega feliz em descobrir um podcast sobre. Já pode contar com mais um ouvinte.

    Só uma coisa: não estou conseguindo realizar o download do programa .

    Abçs!

  2. Everton Melo disse:

    Hamilton, ficamos felizes por ter gostado do Conteúdo do OpenCast.
    se puder ouça os Opencasts anteriores assine nosso feed/rss para receber de antemão as atualizações.

    voce questionou que não consegui baixar o programa,
    voce é novato entao sempre verifique informações do site oficial do projeto:

    http://www.gimp.org/downloads/ ( eu testei e os links estão funcionando)
    Se voce tiver usando linux peço que verifique os repositorios que esta usando, geralmente eles ja tem uma versão do GImp como padrão.

    Caso precise emular o Photoshop no Wine, verifique o link:
    https://appdb.winehq.org/objectManager.php?sClass=version&iId=1336
    ( tb do site oficial, não pule etapas. )

    Seja bem vindo Hamilton,
    se possível curta e compartilhe nosso projeto em suas redes sociais.

    Atenciosamente.
    TA – TEAM.

  3. Adriano disse:

    Olha, vi os comentários sobre o Corel… e tenho que deixar uma declaração aqui. Uso software livre, infelizmente há uma série de problemas para uso de softwares livres para gráfica… Especialmente em papel. Quanto ao Corel, a preferência gráfica, tem mais relação com a finalização do trabalho, e não porque abre vários arquivos. na verdade o desenho vetorial é excelente no Corel. Além da precisão em CMYK. De todos os softwares comentados, nenhum deles usa o CMYK nativo, tanto que os da Adobe desativam recursos que só funcionam com o RGB. A precisão no CMYK do Corel ajuda na questão de densidade de tinta, composição e precisão de materiais, coisa que as reguas da Adobe, precisam de ajudinha de blocos com medidas… normalmente pessoas que falam mal de Corel, é porque não tiverem tempo e dedicação para aprender a usa-lo. Alias, é um dos melhores para abrir formatos abertos provenientes do Linux. Infelizmente isso foi um fato ruim no OpenCast.

    • tecnolog disse:

      Adriano, discordo totalmente. Trabalhei durante um ano em uma grande gráfica e o corel era usado somente para abrir arquivos que eram enviados pelo corel e nada mais. O que era usado para todo o resto era o photoshop e freehand.

      Cite alguns problemas para uso de softwares livres para gráfica para sabermos se não é apenas preguiça do pessoal em aprender algo novo.

      Continuando na sua linha, quem fala mal do Gimp é por que não teve tempo e dedicação para aprender a usá-lo.

  4. Glauco disse:

    Pessoal, não entendo de software de edição de imagem e não sei dizer quais são as reais diferenças entre o Photoshop e o Gimp mas aqui na empresa temos designers e animadores (de vídeo) e nehum deles consegue utilizar o Gimp, dizem que o Photoshop é muito melhor e tal, um dos animadores diz que o Gimp não consegue lidar com 32 bits de cores, coisa que até o Krita faz (inclusive ele diz que o Krita é muito melhor que o Gimp).
    Vocês sabem se essa informação procede? Existem muitas coisas que o Photoshop faz e o Gimp não? (Digo coisas importantes para Designers Profissionais que trabalham em agência e tal.)
    Obrigado!

    • tecnolog disse:

      Glauco, até onde eu sei isso parece mais birra do que realidade, mas vou chamar o Elias aqui para responder essa questão um pouco melhor.

    • Everton Melo disse:

      Glauco,
      faz algum tempo eu ja havia ouvido algumas informações sobre o Krita, mas nunca tinha visto algum caso real, foi então que em janeiro desse ano li:
      http://tutorfreebr.blogspot.com.br/2015/01/faculdade-de-paris-trocara-adobe.html
      ou seja “Faculdade de Paris trocará Adobe Photoshop pelo Krita”, leia a matéria vai entender que tudo depende do que voce precisa…

      como eu costuma dizer para alguns colegas, não existe “o melhor carro do mundo” mas existe o melhor carro do mundo pra você.

      quanto a saber quem é melhor, acho que os próprios sites oficiais responde isso:
      veja o Krita:
      https://krita.org/features/highlights/

      agora veremos o GIMP:
      http://www.gimp.org/features/

      quanto a recursos os dois tentam ser equivalente.

      espero ter ajudado.

      TA – TEAM;

    • Bruno Maia disse:

      O que tenho a dizer sobre Gimp é que ele atende minhas necessidades, que não são poucas. Sou designer formado. Eu conheço bem a resistência dos profissionais de minha área em relação ao opensource. Em 80% dos casos é pura birra, mesmo. Não compram licença de aplicativo, por isso tanto Gimp como Photoshop têm custo zero, ou então terceirizam para órgão público ou a empresa. Com relação a profundidade de cores, é outra birra. A maioria dos designers nem usa mais de 8 bits, que dão as 16 milhões de cores que os olhos enxergam, mas insistem em ter essa profundidade. E usar isso pra animação é o cúmulo! Trabalhar com 32bits, então, é ser poser demais! É birra mesmo. Pior é usar 16bits pra gerar imagens para a Web.

  5. Gilson Filho disse:

    Parabéns pelo podcast. Tenho acompanhado desde o episódio sobre as distribuições linux. Achei uma ótima idéia, dedicar cada episódio para uma distribuição, falando sobre sua história e filosofia que segue.

    Queria orientar em fazer um episódio para o Arch Linux, que ainda não é tão conhecido e é um belo sistema para entrar na lista de distribuições já usadas, ou que pode substituir.

    Mais uma vez parabéns pelo podcast, e que continue assim!

    • tecnolog disse:

      Olá Gilson,

      O Arch está na nossa lista, só tenho que encontrar especialistas para não falar besteira.

  6. Gostei do episódio. Não tenho muito o que comentar, já que está totalmente fora da minha área de conhecimento. Mas deixo aqui uma observação, ao que parece, mesmo trabalhando com softwares proprietários, para as gráficas você é livre para escolher apenas entre o photoshop e o corel. Ainda bem que é possível contornar isso de algumas formas.

  7. Sério que o discus deu pau? Não tive problemas nenhum ao fazer uns testes com ele. Gostei muito pois se adequa bem ao layout facilmente. Uma pena que no WordPress.com não possa colocar ele, ao menos no plano free, e ao menos até agora.

    Sobre o cast em si, muitíssimo obrigado! Ótima fonte para mandar para uns conhecidos designs e front enders que “precisam” tanto do photoshop e por isso ficam no windows. Se bem que uma parte já arrisca uso do Gimp, mesmo que no sistema da Microsoft ainda. Mas é isso… Baby steps e daqui a pouco já estaremos correndo!

    Forte abraço.

    • tecnolog disse:

      Sim, e foi grande. Na época ele apagou todos os comentários do sistema de comentários interno do wordpress, não importou nada para o disqus e ainda ficou todo desconfigurado no tema do site. Tive que voltar backup.

      Obrigado pelo comentário sobre o disqus e sobre o conteúdo do cast, ficamos felizes em saber que podemos estar sendo úteis.

Deixe seu comentário

Website