Conhecendo Editores de Texto

Para quem trabalha com computação e programação é muito comum passar boa parte do tempo trabalhando na frente de um editor de texto. Mesmo quem trabalha com administração é comum trabalhar com scripts e outros formatos de texto. Se formos olhar para a história da computação e dos sistemas operacionais editores de texto foram intuitivamente um dos primeiros tipos de software a serem desenvolvidos.

Na época do Unix e do começo dos sistemas operacionais, era comum trabalhar com computadores por meio de terminais burros ou teletypes que são basicamente  um teclado com uma impressora de texto. Assim os primeiros editores de texto não permitiam visualização de texto enquanto editavam. Editores com ed e sed são exemplos de editores desse tipo. Esse tipo de editor até hoje é muito usado para edição de texto não-interativa como mudar todas as palavras de texto com um comando pelo terminal. Hoje a maioria das distribuições linux e sistemas operacionais do tipo unix possuem esses editores instalados por padrão. Se você passa muito tempo programando ou na frente de um terminal é interessante aprender um editor como ed ou sed, porque isso, além de mostrar um jeito diferente de editar texto, é uma ferramente muito poderosa.

Um exemplo de Teletype

Um exemplo de Teletype

Com o advento dos monitores logo chegaram os editores como pico ou nano. São editores que permitem o usuário ver instantaneamente a edição de texto e são o que a maioria tem em mente quando pensa em editores. Os maiores exemplos de editores poderosos são os editores VIM e Emacs, tão poderosos que é difícil para um usuário conhecer todos os seus recursos. Embora, para muito programadores seja comum desenvolver programas com IDEs gráficas, a vantagem de aprender um editor desses é que a edição de texto poderá ser muito mais rápida e prática.

Uma desvantagem é que editores poderosos como Emacs e Vim possuem uma curva de aprendizado razoável e não são intuitivos. Entretanto, se você passa muito tempo programando, essa curva se torna um preço pequeno para quantidade de recursos e tempo que se ganha. O Emacs, dos editores, possui uma característica peculiar de possuir muitos recursos que não são de edição de texto e para quem quer fazer tudo com um único programa, vai se surpreender com a quantidade de recursos que ele tem, inclusive uma linguagem de programação embutida para personalização. Vale muito a pena da uma pesquisada.

Um exemplo de terminal burro. O processamento real ocorre em um servidor.

Um exemplo de terminal burro. O processamento real ocorre em um servidor.

Hacking , , , , , , 20/11/2015 09:46 Deixe um comentário

Ismande

Ismande

Nerd, Músico, Devoto de São Linus e Sir Eric S. Raymound.

Outras publicações do autor (22)

Deixe seu comentário

Website