Dados privados e fotos íntimas em celulares e computadores

Aproveitar a falta de bom senso nos usos da tecnologia é o principal meios de estelionato atual.

Aproveitar a falta de bom senso no da tecnologia é o principal meio de fazer estelionato hoje em dia.

“Em um dia qualquer, uma equipe de suporte qualquer de uma empresa qualquer recebe uma funcionária perguntando se era possível recuperar fotos excluídas do notebook. Apurando melhor as informações recebem uma explicação doida sobre um descuido em excluir uma pasta oculta que continha todas as fotos da filhinha bebê da funcionária. Explicando que era possível mas não garantido, a funcionário sai e um dos rapazes pensando em quais metódos usaria para tentar recuperar o HD pensa um pouco e comenta com a colega:
-Uai, mas que coisa doida, guardar as fotos em pastas ocultas… Perae, será que ela deve ter o hábito de guardar fotos íntimas no notebook e sem querer fez uma confusão?
Nesse momento a analista olha para a cara do jovem estagiário e fala:
-Ué, se for isso qual a surpresa? Isso é a coisa mais normal do mundo.
O estagiário nesse momento ficou horrorizado.”

Essa história aconteceu com quem vos fala quando ainda era um estagiário em tempos sofríveis de faculdade. Pra mim, que desde o começo de meus estudos tecnológicos jamais utilizei um celular ou aparelho ligado em rede para gerar qualquer tipo de informações que não pudesse se tornar pública, essa prática comum por muitos realmente me era desconhecida. A partir desse episódio percebi a desgraça que estava ocorrendo com a cultura tecnológica atual. Depois desse dia toda vez que sabia por meio da mídia sobre casos de fotos e vídeos que “caiam na net” eu ficava realmente assustado com o uso inadequado da tecnologia. Se para um técnico, a certeza de que a segurança é um assunto delicado que envolve muito trabalho e conhecimento, as pessoas comuns acham que nada vai ocorrer em ter um iphone ou android cheio de fotos íntimas e conteúdo sigiloso.

Com smart phones com IOS e Android que por padrão fazem backup de seus dados, qualquer foto é automaticamente enviada para a nuvem quando existe uma conexão possível. As fotos íntimas de famosos e populares que vazaram ocorreram, em sua maioria por indivíduos que conseguiram através de informações coletadas na internet sobre a vítima, recuperar sua senha e ter acesso a sua conta seja na Apple ou no Google, assim tendo acesso a dados que continham fotos íntimas e informações. As vítimas nem sequer deviam saber que seus dados estavam na nuvem, afinal para um leigo, configurar esse backup automático é muito comum e até proposital. A mesma insegurança ocorre com empresas que mantém dados privados na nuvem, sem nem mesmo saber onde esses dados estão hospedados e acreditando na propaganda de segurança dessas empresas.

Por fim, fica a dica. Dispositivos conectados na rede não devem ter dados privados. Por mais que pareça paranoia, para se ter um nível de segurança razoável é preciso muita criptografia e conhecimento técnico e acreditem, mesmo assim a segurança não é uma garantia. Essa praga cultural de achar que celulares e computadores são seguros e confiáveis e tirar fotos íntimas e mantê-las nesses dispositivos deve acabar ou teremos mais e mais casos lamentáveis de vazamentos que desestabilizam famílias e geram prejuízos financeiros, sociais e pessoais.

Comportamento , , , 27/01/2016 08:28 Deixe um comentário

Ismande

Ismande

Nerd, Músico, Devoto de São Linus e Sir Eric S. Raymound.

Outras publicações do autor (22)

Deixe seu comentário

Website