É possível produzir podcast no Linux – Parte 1

opencast-mascote

Este é um post especial pensado em um domingo onde nada havia para se fazer e o grupo de produtores de podcasts brasileiros era a única leitura interessante. Lendo vários posts vi que todos tinham dúvidas sobre a produção, gravação e edição de podcasts em windows e mac, mas ninguém pergunta nada sobre o assunto no ambiente Linux. Este é o principal motivo para escrever este artigo, mostrar que tudo é possível no mundo do pinguim.

A primeira e mais importante tarefa é uma boa produção, independente do software utilizado. Para isso, recomendo ouvir a série “7 P’s do podcast” feita pelo Leo Radiofobia.

Depois de seguir os P’s relacionados pelo Leo, vamos as especificidades do mundo Linux. Minha primeira preocupação quando comecei o Opencast foi o programa de gravação. Como a primeira gravação foi com todos os participantes presentes no mesmo local, utilizamos o Audacity, ótimo programa para edição, mas para gravação me deixava com arrepios por ter travamentos aleatórios. Hoje gravamos via Skype, até termos uma alternativa livre de qualidade e que já está em testes.

Para gravar nossas conversas utilizo o programa skype-call-recorder e temos um artigo lá no site do ubuntero explicando a instalação e utilização.

Depois de gravado, vamos para a edição, e aí voltamos para o Audacity que hoje está muito mais estável e não me causa mais tantos arrepios.

Em breve novo post para explicar como fazemos outras etapas da gravação do Opencast.

Multimídia, Podcasting , , 23/01/2016 08:00 2 Comentários

2 Comentários

  1. Saudações senhores.

    Sou o Alexandre Gomes, conhecido(ou mais ou menos), na podosfera como Senhor A.
    Sou editor de podcasts e linux user.
    Faço praticamente tudo em Audacity mesmo. De gravação a edição. Usava o Levelator em WINE, por comodismo,mas estou aprofundando em estudos e a umas 3 edições não o uso mais.
    Conheço bons podcasts nacionais feitos em Audacity. Mas para quem quer testar outro método de gravação, pode ser usar o OcenAudio ou mesmo o sox.

    Como editor uma coisa que recomendo é a utilização de faixas individuais, assim como o Léo Lopes recomenda.

    A liberdade na hora da edição é muito maior.

    Bom não vou me delongar, vou apenas afirmar que sou um grande fã de todo linux user.

    Abraços.

    • tecnolog disse:

      Olá Alexandre!

      Legal suas contribuições. Eu não uso multiplas faixas por questão de tempo para editar, no início até usava, mas eu levava uns 3 dias para editar e hoje levo 4 horas para fazer o mesmo. Com certeza conseguiria muito mais qualidade se separasse.
      Em breve teremos um episódio sobre edição e criação de áudio, acho que vai gostar.

Deixe seu comentário

Website