O ano do linux no desktop

Há anos havia um script que calculava o famoso “ano do linux no desktop”. De forma bem jocosa, qualquer um que se colocasse um ano dava o seguinte, pois era sempre aquele + 1. Por mais decepcionante que fosse, todos sabiam que o esfeniscídeo jamais dominaria o desktop.

Recentemente a PC World publicou um artigo (http://goo.gl/vnescj) comentando o objetivo da Canonical atingir 200 milhões de usuários até o final de 2015, ficando muito abaixo disso, provavelmente em 40 milhões.

Reconheçamos que 40 milhões de desktops, rodando ubuntu e/ou derivadas, não é um número desprezível. Principalmente porque a contabilidade nunca é precisa e talvez nenhuma distro voltada ao usuário final tenha atingido essa cifra.

Pois bem: Dustin Kirkiland, um dos manda chuvas da Canonical, sacou a calculadora e puxou dados aqui, dados ali, e estimou (prestem atenção no verbo) que 1 BILHÃO de pessoas beneficiam-se do ubuntu, direta ou indiretamente.

Saques bancários, compra de medicamentos, conserto do carro, ou mesmo pedir uma pizza, tudo isso pode passar por um servidor ubuntu, sem que o interessado jamais se dê conta deste fato. O que todos querem é que a vida siga sem sobressaltos, com ou sem nosso amado pinguim.

Consolos numéricos à parte, poucos perceberam que atualmente o desktop é o que menos importa. A internet e os smartphones tornaram o computador um dispositivo em segundo plano; útil, mas que nunca terá a vantagem de caber no bolso.

É justamente isso que a Canonical percebeu há séculos! Mantém o desenvolvimento da telinha, ao mesmo tempo que dá corpo ao seu SO para telefones, juntando tudo na famosa “convergência”, ou seja, aquela coisa legalzinha que conecta ambos como se fossem um… simples e genial.

Saber que 1 BILHÃO de pessoas usam linux diariamente, dá uma injeção de humildade em todos nós, pois é mais importante ser útil numa forma quase anônima, do que aparecer um tema de boot personalizado, mas inútil socialmente.

Sejamos 40 milhões ou outro número qualquer, não importa. É uma vitória para todos os linuxers, todas as distros, todos os esforços dispendidos e todos os sonhos lançados ao vento, saber que temos uma importância social nada desprezível, melhorando a vida de todos mundo afora.

Que venham 2 bilhões!

Comportamento, Ubuntu , , , 12/01/2016 11:58 1 Comentário

Antonio Carlos V. da Silva

Antonio Carlos V. da Silva

Apenas um latino americano, sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vivendo no interior.

Outras publicações do autor (12)

Um comentário

  1. Jhonatom disse:

    Aguardando ancioso!!

Deixe seu comentário

Website