Instaladores de Pacotes

Loja de Aplicativos do Ubuntu.

Loja de Aplicativos do Ubuntu.

Embora uma central de programas ou loja de aplicativos seja uma ferramenta fantástica que auxilia de maneira prática a instalação e remoção de aplicativos (eu, inclusive a usava quase que completamente quando entrei no mundo do linux), hoje eu tenho usado mais instaladores de pacotes, seja por praticidade maior, seja por ser a forma mais alinhada com o sistema para instalar coisas.

No Ubuntu eu usava a Central de Programas para tudo, até que comecei a usar o apt-get para instalar e remover pacotes. Uma coisa que achava limitado era que não era possível pesquisar sobre pacotes, a solução para mim quando queria pesquisar pacotes foi usar o Synaptic, um gerenciador de pacotes gráficos,  até finalmente uma luz cair sobre mim e eu saber sobre a existência do apt-cache.

Sempre que eu enjoava do Ubuntu, eu instalava o Fedora. Agora mesmo, esse artigo está sendo escrito no meu velho note de guerra com um Fedora recém instalado, e percebo que no Fedora até hoje não tem uma loja de aplicativos. Nessa distribuição o gerenciamento de pacotes fica através dos programas yum e dnf, sendo o último mais rápido e a instalação gráfica com o Yum Extender, que possui duas versões, uma com o yum e outra com o dnf.

Agora de todos os gerenciadores de pacotes que utilizei no linux, em suas muitas distribuições, o que me agradou mais foi o poderoso e fantástico zypper do OpenSUSE. Com ele eu conseguia pesquisar pacotes e saber quais estavam instalados na máquina, além de obter informação sobre dependências, tudo de um jeito muito mais intuitivo do que todos os instaladores que tive acesso. Se dependesse de gerenciadores, eu estaria no OpenSUSE até hoje. O que me desagradou na distribuição foi o que Linus já tinha reclamado, a política de autorização de usuário que o OpenSUSE dá aos aplicativos. Ela é voltada quase que exclusivamente a um ambiente de produção, o que torna chato o uso diário, onde o usuário é obrigado a alterar as permissões de acesso em coisas simples, como impressoras e programas de virtualização.

Uma loja de aplicativos é vital para a utilização intuitiva de um sistema operacional por parte do usuário leigo, não é a toa que o Windows 10 já possui uma loja. No linux ainda é preciso seguir tutoriais pela internet para realizar certas atividade que num Mac OS são bem simples. Não se pode negar os avanços que distribuições como o Ubuntu fizeram, mas se ainda é meta da comunidade fazer um sistema operacional usável por todos, é preciso avançar mais na intuitividade das coisas, claro, sem para isso sacrificar o poderoso ecossistema, que nós usuários médios e avançados utilizamos por meio do terminal.

Sabe algum truque ou dica sobre instaladores de pacotes? Tem alguma informação interessante que poucos sabem? Comente ai.

Gerenciador de pacotes, linux , , , , , 30/05/2016 08:42 Deixe um comentário

Ismande

Ismande

Nerd, Músico, Devoto de São Linus e Sir Eric S. Raymound.

Outras publicações do autor (22)

Deixe seu comentário

Website