060 Ubuntu 16.04

opencast_episodio_60

Mais um episódio do Opencast no ar e mais uma vez Ivan e Diego falam sobre muitos dos acontecimentos no mundo do software e hardware livre. Como teste, este episódio não tem música de fundo, nos digam o que acham, devemos ou não deixar sem áudio de fundo? O áudio do Diego está um pouco estourado, infelizmente não deu para arrumar mais. Na gravação ajustamos mas não surtiu o efeito desejado.

Finalmente nossa loja está no ar e é diferente da maioria das lojas de outros podcasts pois não vendemos camisetas e canecas, vendemos tudo que tenha relação a informática, incluindo computadores com Linux pré-instalado. Qual loja online, relacionada a sites e podcasts, que vende materiais e equipamentos de rede? Só a nossa. Corre lá e aproveita o cupom de desconto “OPENCAST”, sem as aspas para ter 7% de desconto. Aproveita e se cadastra para receber no seu email novas promoções exclusivas. Só para fixar melhor, nosso endereço é loja.tecnologiaaberta.com.br.

Se você é do Rio Grande do Sul ou Santa Catarina e precisa de serviços de cabeamento estruturado, câmeras de segurança dentro do padrão de cabeamento estruturado, nobreaks(venda e manutenção), som ambiente, equipamentos de informática de padrão corporativo ou ainda consultoria na área de T.I., não deixe de entrar em contato com nosso patrocinador Dataware pelo telefone (54) 3712 0177.

Quer comprar uma caneca como esta aí de baixo e ainda colaborar com o site? Vai lá no site vitrinepix.com.br/ubuntero e faça a sua compra.

caneca-opencast

Produtos Diostore

Links do episódio

Libera Geral

Obituário

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Instagram: @ubunterobr

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

Opencast , , , , , , , , , , , , , , , 09/05/2016 00:01 6 Comentários

6 Comentários

  1. George Tavares disse:

    Olá Ivan

    Muito bom o episodio. Nao sou partidario da Microsoft, mas venho aqui defender alguns pontos.
    Quanto ao Visual Studio comentado no episodio acho que voces embolaram um pouco qual o visual studio esta rodando no linux/mac . Infelizmente a Microsoft juntou um monte de coisa no mesmo balaio sob o nome VisualStudio. Existe ainda uma IDE de programação de C# , C++ com o nome de Visual Studio que é totalmente diferente desse Visual Studio Code, esse sim rodando em windows/linux/mac . O codigo dele inclusive esta no github e pude ver que ele na verdade utiliza por baixo o chromium embeded framework, sendo mais proximo de um editor de texto com suporte a plugins, parecido com o Atom e Sublime.
    Assim como o Aprigio fiquei interessado em dar uma olhada no tal Windows Linux Subsystem. Realmente tive alguns problemas no stack TCP dele, mas consegui faze-la funcionar editando manualmente o /etc/resolv.conf . Depois disso consegui rodar diversos comandos como apt-get e baixar diversos pacotes diretamente do repositorio ubuntu. Os softwares command line funcionam perfeitamente e pude rodar updates e instalacoes. O questionamento do Aprigio de o por que ter iptables e outras coisas do linux se nao funcionam é justamente por isso. O que é baixado no seu windows é uma imagem de um ubuntu, como se baixassem a iso de um live cd e abrissem em uma pasta, e os executaveis rodam diretamente e acredito que se compararmos os md5 dos arquivos desta pasta com o de um ubuntu os checksum irao bater. Nao cheguei a testar o GCC, mas como ele nao depende de features de kernel, deva funcionar sem problemas. O problema sao realmente coisas que dependem de features de kernel, como iptables e afins. Mas devo alertar que ambientes de containers como o docker (citado pelo Aprigio no video) possuem as mesmas limitacoes, justamente por rodarem em um ambiente controlado.
    Sobre softwares graficos, consegui realmente rodar um apt-get e instalar o xterm sem problemas. Ao tentar rodar o xterm ele nao funcionou dizendo que nao existia nenhum XServer rodando na maquina. Posteriormente vi um post falando como instalar um Xserver e rodar esse tipo de aplicacao.
    Agora qual a motivacao da microsoft de rodar aplicativos linux sem precisar recompila-los como acontece no Cygwin e afins? A minha suspeita eh que a Microsoft esta vendo a popularizacao de orchestracao de containers docker, com ferramentas como kubernetes , DockerFiles. Bem, esse seria o primeiro passo para pegar uma imagem docker diretamente la do dockerhub e rodar no windows. Eh uma opiniao pessoal e o tempo dira se é essa mesma a ambicao da Microsoft.

  2. Antonio Carlos disse:

    Ficou muito bom. Mas o “taram-taram-tã-tã, taram-taram-tã-tã” não pode faltar. Se puder manter o áudio, ficará ainda mais legal.

  3. Diego Tumelero disse:

    Olá a todos, ainda não sei direito o motivo, mas meu microfone estava uma m**** na gravação… Como formatei o meu PC e calibrei o volume na pressa para a gravação, pode ser isto. Ainda preciso calibrar as configurações do mumble ou passarei a gravar do smartphone…

  4. Ricardo Berlim disse:

    Aqui onde trabalho usavamos o thunderbird até 2012, quando mudamos para o Zimbra e a sua versão Zimbra Desktop passou a ser utilizado como leitor offline. Tudo ia tranquilo até que descobrimos que o Zimbra Desktop tem graves problemas com mais de 2GB de e-mail armazenado, coisa fácil de se chegar em orgão público, onde guardamos tudo! (até pra evitar problemas futuros). Resultado, voltei a instalar o thunderbird para fazer o armazenamento local das mensagens para cada usuário e liberar a cota deles no Zimbra Web. Meu unico problema é que por alguma razão louca, o thunderbird não enxerga mais de dois níveis de pastas no IMAP do Zimbra, mas de resto, funciona muito bem.
    Parabéns pelo podcast e continuem o ótimo trabalho.
    P.S Diego, acho que seu microfone se não morreu, tá zumbizando 🙂
    P.S 2 Se voltarem aos episódios temáticos, por favor, façam sobre docker. Estou perdido nessa bagaça!

  5. Marco Carvalho disse:

    Colaborando com o assunto Open365 no seu repositório do github esta descrita a licença gpl https://github.com/Open365/Open365/blob/master/LICENSE

    • tecnolog disse:

      Obrigado pela colaboração Marco, infelizmente na época da gravação esta informação não estava disponível.

Deixe seu comentário

Website