Opencast #66 – 25 anos do Linux

opencast_episodio_66

Está no ar mais um episódio do Opencast. Neste episódio Ivan e Diego voltam a comentar algumas notícias do mundo das tecnologias livres. Começamos falando sobre o novo sistema operacional da Google, o Fuchsia, passamos pelos 25 anos do Linux, visitamos o novo terminal do Ubuntu e fomos até um mapa de adoção de softwares livres por governos pelo mundo inteiro. Ainda no meio disso tudo tivemos alguns desvios e devaneios sobre assuntos aleatórios.

Se você é do Rio Grande do Sul ou Santa Catarina e precisa de serviços de cabeamento estruturado, câmeras de segurança dentro do padrão de cabeamento estruturado, nobreaks(venda e manutenção), som ambiente, equipamentos de informática de padrão corporativo ou ainda consultoria na área de T.I., não deixe de entrar em contato com nosso patrocinador Dataware pelo telefone (54) 3712 0177.

Produtos Diostore

Links do Episódio

Libera geral

Obituário

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Instagram: @ubunterobr

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

Opencast , , , , , , , , , , , , , , , , , , , 12/09/2016 00:01 3 Comentários

3 Comentários

  1. Carlos disse:

    O leitor digital da livraria Saraiva – o LEV – também roda linux (http://goo.gl/wi0kz5).

  2. Magnun disse:

    Ótimo episódio como sempre pessoal! Gostaria só de fazer um pequeno comentário quanto à questão dos papers científicos. Realmente é algo que chega a ser revoltante a forma como ainda fazer ciência no que tange a publicação, os direitos do pesquisador e o acesso à pesquisa. Só pra entendermos o nível de absurdo que isso chega (dependendo da “provedora” dos papers) ela cobra por cliques. Isso mesmo, se vc acessar 10 vezes o mesmo artigo, eles cobram como 10 “acessos diferentes”. Para algumas não existe o conceito de “acesso por usuário”. Pra fechar, vale a menção honrosa a Aaron Swartz, que foi preso e indiciado pelos “Feds” por usar a rede do MIT para baixar artigos da revista JSTOR. Posteriormente, após um período de reclusão (muitos dizem que ele n teve depressão) Aaron cometeu suicídio. Para quem não sabe quem foi Aaron, tem um ótimo documentário no Netflix sobre ele (O Menino da Internet). Um pequeno resumo, ele aos 14 anos criou o “protocolo” RSS, aos 20 criou o framework Web.py, aos 21 criou o Reddit e também contribuiu com a linguagem Markdown.

Deixe seu comentário

Website