Opencast #77 – Preconceito no Mundo do Desenvolvimento

Está no ar mais um episódio do Opencast. Neste episódio Ivan, Diego e Ismande falam mais uma vez sobre os assuntos e notícias relacionados ao mundo do software livre. Temos uma polêmica e um chamado pelas mulheres do mundo do software livre para participação permanente de nossos episódios.

Se você é do Rio Grande do Sul ou Santa Catarina e precisa de serviços de cabeamento estruturado, câmeras de segurança dentro do padrão de cabeamento estruturado, nobreaks(venda e manutenção), som ambiente, equipamentos de informática de padrão corporativo ou ainda consultoria na área de T.I., não deixe de entrar em contato com nosso patrocinador Dataware pelo telefone (54) 3712 0177.

Links do episódio

 

Libera Geral

 

Obituário

 

Twitter: @tecnologiaabert

Facebook: http://www.facebook.com/tecnologiaaberta

Google+: Tecnologia Aberta

Instagram: @ubunterobr

Youtube: Tecnologia Aberta

E-Mail: opencast@tecnologiaaberta.com.br

Feed do Opencast: http://tecnologiaaberta.com.br/feed/opencast/

iTunes: http://itunes.apple.com/br/podcast/id424732898

Opencast , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , 10/05/2017 20:47 7 Comentários

7 Comentários

  1. O BeOS foi desenvolvido para ser usado nas BeBox, um computador com dois processadores PowerPc e ambos projetos da Be Inc empresa fundada pelo ex-executivo da Apple Jean-Louis Gassée, tudo no começo da segunda metade de 1990. Já no final da década de 1995 a versão 5, ou BeOS R5, foi portado para a arquitetura x86 mas acabou obscurecido pelo aumento do uso do Linux. Quanto à contemporaneidade com o Commodore Amiga, bem, a Commodore pediu falência em abril de 1994 portanto eles oficialmente não coexistiram. Porém, foi especulada por parte da Amiga Inc. em 1998, na época a dona das patentes, em substituir o AmigaOS pelo BeOS em um provável novo computador Amiga. — http://www.amigahistory.plus.com/beos.html

    Ah, o MP3 é da década de 1980 mas saibam que a ideia de armazenar áudio em formato digital, o PCM (ou WAV para quem é “microsofótico”) é de 1920! Mas nesta época seria necessário construir um prédio para armazenar o áudio digitalizado — https://en.wikipedia.org/wiki/Pulse-code_modulation#History

    • tecnolog disse:

      Opa Giovanni!

      Nós tínhamos certeza de que viria de alguém do retrocomputaria o conteúdo que nos faltava. Muito obrigado pela contribuição.

    • Ricardo Pinheiro disse:

      Complementando um detalhe a respeito do Haiku OS, o principal desenvolvedor é um chapa meu, o Bruno G. Albuquerque (BGA). Ele era membro do grupo de usuários BeOS Brasil, isso lá no início dos anos 2000. Hoje ele é programador no Google, mora em Belo Horizonte e eu entrevistei-o, junto com o Gustavo Guanabara, em 2010, para o Guanacast: https://www.guanabara.info/2010/08/guanacast-87-profissao-engenheiro-google/

      O BGA nos contou que o Google cede a ele 20% do tempo dele no trabalho para desenvolver em um projeto pessoal. No caso, é o Haiku OS.

      O Giovanni n falou do BGA por timidez, ou por esquecimento mesmo. Velhice é um problema. 😀

  2. Izhaq Melo disse:

    Sobre o sistema operacional OSSI-1;
    Pelo que li na doc ele não funciona como um Veiculo mas utiliza subsistemas independentes ( com exceção do sistemas de energia é claro )

    o que achei que tem cara de S.O foram os subsistemas:

    EPS – usa apenas um microcontrolador;
    IAC o secundário Payload usa: linux emabardado – DART4460 (running a custom build of OpenWRT);
    OBC – microcontrolador que opera com o IAC;

    fonte: https://upsat.gr/?page_id=7

  3. Izhaq Melo disse:

    Quanto ao sistema operacional dos carros da Tesla, não achei nada no site oficial.
    mas achei em alguns externos que garantem que é um Ubuntu customizado:

    https://transportevolved.com/2014/04/08/owners-hack-tesla-model-s-electronic-car-tesla-politely-asks-stop/

    Uma pessoa perguntou Por que não rodava algum S.O compatível com windows nos carros da TEsla:
    https://forums.tesla.com/forum/forums/what-os-does-computer-and-screen-run-windows-0

    nesse site não oficial tem detalhes avançados de hardware/software;
    um carro tesla te a capacidade de processamento de um Nintendo switch se versos as referencias:
    https://teslatap.com/undocumented/

  4. Izhaq Melo disse:

    Quanto ao suporte de USB pro linux:

    o primeiro Pull Request sobre USB pra linux foi na versão 2.2.7 ( +/- 1999)
    a mudanças estavam disponíveis para a versão 2.4 e o todos os modulos foram incorporados ao kernel 2.6 ( 2001 );
    fonte: http://www.linux-usb.org/USB-guide/c122.html

  5. Só um comentário sobre a cloud da Red Hat, o nome é OpenShift (https://openshift.io/), que é baseada no projeto OpenShift Origin (https://www.openshift.org/), que surgiu assim que a Red Hat liberou o código fonte de seu produto. Porém diferente de outras nuvens como a da Amazon e Azure, que tem um perfil de IaaS, além de outros serviços, o OpenStack é um PaaS que funciona em cima do kubernetes, competindo mais com um Heroku, por exemplo. Porém com relação a infraestrutura, a Red Hat utiliza de terceiros, que pode ser verificado executando um “host http://www.openshift.io“, onde mostrará endereços como “dsaas-infra-1846140603.us-east-1.elb.amazonaws.com”.

Deixe seu comentário

Website